sábado, 18 de dezembro de 2010

Desculpas...


DESCULPAS A MIM

Por não escutar minhas dúvidas tão seletivamente
Por continuar minha entorpecência amorosa sem fim
Por esquecer de dedicar-me um pouco, dedicando-me só a ti
Por ajudar a ti e a mim, mas sem me considerar

Para quem devo meu maior pedido de desculpas?
Ninguém foi mais cruel comigo que eu mesma

Por deixar você decidir se eu era deveras desejável
Pela condição de me amar ser algo tão embaraçante
Por me negar para que fôssemos, de algum modo, compatíveis

Para quem devo meu maior pedido de desculpas?
Ninguém foi mais cruel comigo que eu mesma

Peço desculpas a mim
Sou a primeira pessoa a quem peço perdão
Peço desculpas a mim
Por me tratar pior que eu trataria qualquer outra pessoa

Por me culpar pela sua infelicidade
Por me preocupar com os seus sentimentos antes dos meus
Por deixar meu coração em suas mãos
Por não me conscientizar que eu estava perfeita onde estava
Por ignorar todos os sinais que me mostravam que eu não estava pronta
Por me obrigar a estar onde você quisesse que eu estivesse

Para quem devo minhas primeiras desculpas?
Ninguém foi mais cruel comigo que eu mesma

E agora me pergunto: qual crime é o maior...
esquecer a ti ou a mim?
Eu prestei atenção à sabedoria ou ao atraso?
Eu teria naturalmente adorado a primeira opção

Por ignorar você: minha consciência
Por sorrir quando meu combate estava tão óbvio
Por ser tão desassociado ao meu corpo
E por não deixar pra lá quando essa seria a melhor opção

Para quem devo meu maior pedido de desculpas?
Ninguém foi mais cruel comigo que eu mesma...

Baseado na música - Sorry To Myself de Alanis Morissette
texto escrito por minha AMIGA Ice
25/10/2010...

Nenhum comentário:

Postar um comentário