segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Felicidade onde estas ?

Felicidade por ondas ? por onde caminhas ? sigo teus passos e não chego a lugar algum.
Encontrei tua porta e sobre ela me prostra, me renda, me toca me usa, mas se abra.
Felicidade, por onde andou ? se meu sonhos contigo levou ? Voltas, te abres, volta não fujas de mim, não me escapes.
Felicidade teu nome me chama, minha alma por ti clama, me ouve, e vem.
Felicidade só quero um toque, e deitar sobre tua paz e nela encontrar a minha.
Felicidade estou implorando, vem por um instante e sacia minha alma. me acalma.
Onde se escondes ? abra-te a mim. me não me deixes neste caminho sem fim.
Felicidade, conheci o Teu nome e me perdi em teu sobrenome. qual é ele ?
A felicidade maldita, que não vem nem me liga, e me deixa prostrada ao chão.
Felicidade bendita que espero por toda minha vida. mas agora sem força estou.
Vai te felicidade se pensas que desisto, jamais minhas vontades omito, mas não deixo de te buscar.
Felicidade onde estas ?
Deixe me recostar em teu ombro e chorar por um período longo até o soluço passar
deixe me sentir teu afago, depois dormir em teu braço e sobre eles sonhar.
Deixe-me tocar em teu rosto, e depois me beijar o pescoço e sentir que és minha
Apenas teu toque eu quero, e depois dele outros espero, pra tua assim me tornar.
Me fizestes poeta em lágrimas, mas agora preciso de calma, vem e toque minha alma.
Ah ! Felicidade sonhada, vou continuar aqui prostrada e teu chamego esperar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário